Busca:
home
linha
institucional
História da Câmara
Legislaturas
Funcionários
Ordem do dia
linha
vereadores
Galeria de Presidentes
Mesa diretora
Comissões
Vereadores
Fale Conosco
linha
Servi�os
Moções
Diário Eletrônico
Tramitação de Projetos
TV Web
Licitações
Legislação Municipal
Prestação de Contas
Notícias
Agenda
Requerimento
Indicações
linha
congonhas
História
Arte Religiosa
Lazer
Mestre Aleijadinho
Barão de Paraopeba
Barão de Eschwege
Os Profetas
Passos da Paixão de Cristo
Barão de Congonhas
Arcebispo Dom Silvério
Cônego Luís Vieira
Zé Arigó
Festas
Hino
Símbolos Municipais
Notícias
linha
Home / Serviços / Notícias
seta
Governo apresenta à classe artística projetos de restauração da Romaria e de construção do Teatro Municipal
Governo apresenta à classe artística projetos de restauração da Romaria e de construção do Teatro Municipal

Fonte: Secom / Prefeitura de Congonhas

 

Artistas de Congonhas se reuniram para conhecer os projetos de restauração do Centro Cultural da Romaria e da construção do novo Teatro Municipal, espaços onde se apresentarão atores, músicos, dançarinos, entre outros talentos locais, como os do artesanato e das artes plásticas. Os espaços serão um ponto de encontro de congonhenses e turistas. Este havia sido um compromisso firmado pelo prefeito Zelinho com a classe artística da cidade.

 

A apresentação foi conduzida pelo prefeito Zelinho, acompanhado do secretário de Planejamento da Prefeitura e coordenador do PAC Cidades Históricas em Congonhas, Antônio Odaque da Silva, da secretária de Cultura, Miriam Palhares, e do diretor-presidente da Fumcult, Sérgio Rodrigo Reis.

 

O Governo Municipal conseguiu recursos federais para restaurar bens tombados e ainda para criar locais de convivência e produção artística como o Teatro Municipal. O novo equipamento terá condições técnicas ideais para receber qualquer tipo de espetáculo cênico. A verba para execução de mais essas duas obras do PAC Cidades Históricas foram garantidas, no dia 8 de dezembro de 2017, quando a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Kátia Bogéa, e o prefeito Zelinho, assinaram um Termo de Compromisso. O projeto terá aporte inicial de R$ 2 milhões. A partir deste ano, o valor chegará em mais de 19,5 milhões.

 

O trabalho será executado em duas frentes de trabalho, uma para a restauração do Centro Cultural da Romaria e outra para a construção do Teatro Municipal. O projeto prevê a integração do novo Centro Cultural da Romaria e do Teatro Municipal ao Parque Natural da Romaria.

 

A contratação do arquiteto Sylvio de Podestá e do diretor técnico do Grupo Corpo, Pedro Perderneiras, garantiram as condições para que os novos espaços estivessem à frente de seu tempo.

 

Feislismina Andreia Gomes Cordeiro (Fifi Cordeiro), componente do Grupo Samba de Casa, e presidente do Conselho Municipal de Cultura, afirma que ter um espaço físico idealizado para as artes é mesmo um sonho antigo para os moradores da cidade e acrescenta: “Ver um gestor público com esta visão e preocupação faz a gente acreditar que estamos avançando. Esse teatro vai atender tanto a área musical, quanto as artes cênicas e a dança. Como disse o prefeito Zelinho, não adianta fazer só a estrutura física. Ela precisa ser tomada pelo movimento e o sentimento. Aí deixa com a gente que vamos fazer a Romaria e o Teatro Municipal pulsarem de uma maneira que ele (Zelinho) e sua equipe terão um orgulho muito grande de terem feito parte disso e deixarão suas histórias contatas e recontadas por nós, artistas”.

 

Suzi Soares, formada na escola de dança de Tia Vick e parceira da escola Bárbara Santos, concorda que este projeto é um sonho do artista de Congonhas. “Para a dança, ele será um espaço muito mais adequado para apresentações. Fiquei super feliz de receber a notícia e ver o projeto de perto”.

 

Manoel Coimbra Jesus Santos, ator há somente 6 meses e integrante dos grupos de teatro Dez Pras Oito, Roda Viva e Boca de Cena,  está muito entusiasmado com a novidade. “Com estas duas obras complementares do Centro Cultural da Romaria e do Teatro Municipal, mais o Cine Teatro Leon que deverá ser reformado, e o número de artistas que Congonhas possui, agora a cidade, pra valer, pode se tornar um polo de cultura de excelência. E a cultura contribui para a evolução de uma sociedade, trazendo novos pensamentos, olhares. Os jovens deverão ser levados a se integrarem mais à ela com este espaço contemporâneo”.

 

A região da Basílica é o espaço com o maior investimento em requalificação urbana e cultural já realizado em Congonhas.

 

Outras ações do PAC Cidades Históricas em Congonhas

 

Em Congonhas, três obras do PAC Cidades Históricas já foram entregues à comunidade: a restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, além da requalificação urbanística da Alameda Cidade Matozinhos de Portugal.

 

Além dessas, outras ações contempladas pelo programa são a restauração da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, que está em andamento; construção do Parque Natural da Romaria, também em andamento; requalificação do adro da Basílica, que está a cargo da superintendência do IPHAN em Minas Gerais; restauração do Cine Teatro Leon, que já tem os projetos arquitetônico e executivo aprovados pelo IPHAN e o de captação de recursos pelo Ministério da Cultura (MinC), e aguarda a fase final de liberação desses recursos pelo BNDES;  e a restauração do Museu da Imagem e Memória; e restauração da antiga Câmara Municipal, onde será a Biblioteca Municipal, que também têm os projetos arquitetônicos e executivos aprovados pelo IPHAN e aguardam a liberação dos recursos financeiros.

 

A requalificação de monumentos históricos e o entorno deles proporciona valorização dos espaços públicos, de referência simbólica, o que confere a estes bens tombados qualidade compatível com a importância do significado deles na vida da cidade.

topo
voltar
linha
CÂMARA MUNICIPAL DE CONGONHAS
Rua Dr. Pacífico Homem Júnior, 82, Centro - Fone: (31) 3731-1840
Why Digital - 2009
Congonhas - Minas Gerais - Brasil
camara@congonhas.mg.leg.br