Busca:
home
linha
institucional
História da Câmara
Legislaturas
Funcionários
Ordem do dia
linha
vereadores
Galeria de Presidentes
Mesa diretora
Comissões
Vereadores
Fale Conosco
linha
Servi�os
Moções
Diário Eletrônico
Tramitação de Projetos
TV Web
Licitações
Legislação Municipal
Prestação de Contas
Notícias
Agenda
Requerimento
Indicações
linha
congonhas
História
Arte Religiosa
Lazer
Mestre Aleijadinho
Barão de Paraopeba
Barão de Eschwege
Os Profetas
Passos da Paixão de Cristo
Barão de Congonhas
Arcebispo Dom Silvério
Cônego Luís Vieira
Zé Arigó
Festas
Hino
Símbolos Municipais
Notícias
linha
Home / Serviços / Notícias
seta
Pronta para Plenário regra de transparência para o ICMS
Pronta para Plenário regra de transparência para o ICMS

Fonte: ALMG

 

Está pronto para ser apreciado no Plenário, em 1° turno, o Projeto de Lei (PL) 939/15, que tem como objetivo divulgar na internet os valores arrecadados pelo Estado com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte (ICMS) sobre a energia elétrica.

 

De autoria do deputado Sávio Souza Cruz (PMDB), o projeto recebeu parecer favorável da Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), nesta quarta-feira (7/3/18).

 

O parecer, elaborado pelo presidente da comissão, deputado Felipe Attiê (PTB), recomenda a aprovação do PL na forma do substitutivo nº 1, que foi apresentado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) com a finalidade de conferir mais clareza ao texto da proposição.

 

O projeto determina que a Secretaria de Estado de Fazenda divulgue trimestralmente os valores arrecadados com o imposto, obedecendo a alguns critérios específicos, como, por exemplo:

 

Valor total arrecadado no trimestre;

Valor total arrecadado no semestre segundo as classes e subclasses de consumo, informando-se o número médio trimestral de consumidores que foi levado em consideração para fins de apuração do valor total arrecadado em cada classe e subclasse de consumo e o número médio de consumidores no trimestre que gozam de isenção ou de outro benefício tributário relacionado ao ICMS, segundo as classes e subclasses de consumo

Valor total arrecadado, no trimestre, em decorrência do consumo residencial de energia elétrica de diversas faixas de consumo em Kwh/mês, informando-se o número médio trimestral de consumidores que foi levado em consideração para fins de apuração do valor total arrecadado e o número médio de consumidores residenciais no trimestre que gozam de isenção ou de outro beneficio tributário relacionado ao ICMS.

Mercadorias – Outro projeto que foi apreciado na mesma reunião é o PL 1.024/15, que proíbe os estabelecimentos comerciais de submeter os consumidores à conferência de mercadorias após serem efetivados o pagamento e a liberação pelos caixas registradores. A matéria recebeu parecer de 1º turno favorável à sua aprovação na forma original e segue agora para a Comissão de Desenvolvimento Econômico.

 

O relator, deputado Felipe Attiê, lembrou que a matéria, do deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), tem por objetivo coibir práticas constrangedoras e abusivas contra o consumidor. Em certos estabelecimentos comerciais, o cliente, após realizar o pagamento, é obrigado a passar por uma espécie de revista, na qual um funcionário confere os produtos de acordo com a nota fiscal.

 

De acordo com o PL, no estado do Espírito Santo, a Lei Estadual 10.312, de 2014, já proibiu os estabelecimentos de submeterem os consumidores à conferência de mercadorias após efetivado o pagamento e a liberação em seus caixas registradores.

 

Requerimentos – Foram ainda aprovados dois pedidos de audiência pública de autoria do presidente da comissão, sendo a primeira para debater os impactos do Projeto de Lei Federal 7.419/06, que altera a Lei 9.656, de 1998, sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. A segunda vai debater o preço dos combustíveis no Estado e seu impacto na vida dos mineiros.

 

De autoria do deputado João Leite (PSDB), foi aprovado requerimento de audiência pública sobre a "cobrança indevida pela Copasa de tarifa relativa aos serviços de coleta a tratamento de resíduos".

 

Por fim, do deputado Duarte Bechir (PSD), visita à Secretaria de Estado de Fazenda para tratar do Decreto 47.329, de 2017, que limita a isenção do IPVA à propriedade de veículo de valor histórico ou de coleção com, no mínimo, 30 anos de fabricação.

topo
voltar
linha
CÂMARA MUNICIPAL DE CONGONHAS
Rua Dr. Pacífico Homem Júnior, 82, Centro - Fone: (31) 3731-1840
Why Digital - 2009
Congonhas - Minas Gerais - Brasil
camara@congonhas.mg.leg.br