Busca:
home
linha
institucional
História da Câmara
Legislaturas
Funcionários
Ordem do dia
linha
vereadores
Galeria de Presidentes
Mesa diretora
Comissões
Vereadores
Fale Conosco
linha
Servi�os
Moções
Diário Eletrônico
Tramitação de Projetos
TV Web
Licitações
Legislação Municipal
Prestação de Contas
Notícias
Agenda
Requerimento
Indicações
linha
congonhas
História
Arte Religiosa
Lazer
Mestre Aleijadinho
Barão de Paraopeba
Barão de Eschwege
Os Profetas
Passos da Paixão de Cristo
Barão de Congonhas
Arcebispo Dom Silvério
Cônego Luís Vieira
Zé Arigó
Festas
Hino
Símbolos Municipais
Festas
linha
Home / Congonhas / Festas

Jubileu do Bom Jesus de Matosinhos

O Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos de Congonhas é uma comemoração religiosa. Tal solenidade iniciou-se no ano de 1780, em duas datas: 3 de maio e 14 de setembro. Com o tempo, porém, reduziu-se a freqüência da romaria de maio, devido às chuvas copiosas, que tornavam os caminhos intransitáveis. Tradicionalmente realizado no período de 7 a 14 de setembro, tem afluência de milhares de romeiros vindos de todas as partes do País. Ali prestam homenagens, fazem pedidos, agradecem graças alcançadas e registram os milagres em uma sala especial ao lado da Igreja. Paralelamente à festa do Jubileu, centenas de barraqueiros comercializam objetos de todos os tipos, principalmente artigos religiosos e de vestuário.

 

 

 

 

Na Sala dos Milagres está uma coleção de 89 ex-votos ou "milagres" pintados, tombados em 10 de dezembro de 1980, pelo Conselho Consultivo da Secretaria do Patrimônio Histórico e Artístico. 


 

Durante o Jubileu, Congonhas se transforma. No entanto, essa invasão de peregrinos, modifica os hábitos da cidade, mas não incomoda o povo, que vê na convivência com os romeiros uma verdadeira demonstração de fé. Deste sentimento puro o povo de Congonhas entende profundamente. Afinal, os que aqui nasceram sabem o que é ter a proteção do Senhor Bom Jesus. Sabem o que é olhar para o alto e reencontrar todos os dias, suas esperanças no Senhor. E, por saberem disto, recebem com alegria os romeiros, que vêm de longe e que, com sua presença, reforçam a tradição religiosa de Congonhas.

Semana Santa
Além do Jubileu, outra grande festa atrai todos os anos inúmeros turistas a Congonhas. É durante a Semana Santa que a vocação religiosa da população ganha extraordinária dimensão, traduzida na beleza das apresentações cênicas da Paixão e Morte de Jesus. Da Procissão de Ramos à Ressurreição de Cristo, as cenas dramáticas se sucedem no palco e nas ruas. Figuras de maior representatividade do Antigo e Novo Testamento formam um quadro vivo da Paixão e movimentam a tradicional Semana Santa de Congonhas.

A montagem dessa grande encenação envolve centenas de figurantes e exige um trabalho minucioso de preparação de figurinos.

Os festejos da Semana Santa em Congonhas se iniciam no domingo com a Procissão de Ramos. Além dos personagens da Senhora das Dores, Jesus Cristo, Verônica, Maria Madalena, Pôncio Pilatos, São João Batista e Herodes, acompanham a procissão dezenas de outros atores, personificando Abraão, Caim, Sarah, Agar, Rebeca, Lia e outras figuras do Antigo Testamento. Na sexta-feira, o ponto máximo das comemorações. A encenação da crucificação de Cristo emociona a população e os turistas. Nos últimos anos, a tradição não só se mantém como o espetáculo vem ganhando nova dimensão cênica com a introdução de efeitos especiais na montagem dos cenários.

É durante a procissão do enterro que se pode verificar a expressão maior de religiosidade do povo de Congonhas. População e atores se misturam numa emoção única, para prestar a última homenagem ao Senhor Morto. No domingo, a alegria da Ressurreição é demonstrada em cada gesto, minuciosamente estudado pelos grupos cênicos. A mesma alegria é refletida nos rostos dos fiéis e dos turistas que vieram a Congonhas para a celebração da Semana Santa.

Semana de Museu
Como prolongamento das ações de Política Nacional de Museus posta em ação pelo IPHAN-MINC, foi publicado o decreto no dia 31/05/2004, o qual instituiu a Semana de Museus, a ser comemorada no mês de Maio de cada ano. Congonhas participa desta semana com uma programação diversificada, que levará tanto a comunidade quanto o turista a visitarem os museus da cidade. Durante uma semana de Maio, Congonhas será palco de uma das maiores concentrações culturais da região. Shows, palestras, exposições, festival gastronômico, enfim uma integração total da comunidade.

A semana começa com a Subida da Ladeira, estudantes, turistas e a comunidade em geral fará um percurso da Casa da Juventude até a Romaria. Essa caminhada irá retratar um pouco de nossa história que é sem dúvida uma das mais importantes de nosso país. "A arte, quando utilizada em sua amplitude, é uma ferramenta eficaz de transformação social do cidadão".

Ladeira Cultural
Uma nova forma do público ver o artista e do artista interagir com público. Valorizando a arte apresentada nas ruas, a Ladeira é um palco aberto à cultura popular, à arte e aos novos talentos. 
Sempre no mês de maio acontece a subida da Ladeira, onde várias manifestações artísticas como a capoeira, congado, coral popular, coral lírico, teatro, banda de música, artesanato irão mostrar a vasta riqueza cultural de nossa terra. O caminho das pedras da ladeira será o palco dos artistas, para mostrar a nossa mais bela forma de agradecer ao nosso povo: "Fazendo Arte". 

 Festival da Quitanda
Encerrando a Semana de Museus, o Festival da Quitanda vem mostrar a Congonhas o que as quitandeiras fazem de mais saboroso. Shows, apresentações culturais, concurso gastronômico, enfim na Romaria o maior encontro das quitandeiras da região. Você não vai resistir a essa sabor.


Festival de Cultura
O Festival de Cultura de Congonhas sempre acontece no mês de julho. Na ocasião são realizadas oficinas de artesanato, esporte, teatro, arte circense, fotografia, gastronomia, melhor idade, literatura e educação, dança, música e decorações. 
São realizados também shows com artistas locais e convidados, além da apresentação de vários grupos teatrais.
Palco maior e mais propício não há nestas Minas de tantas Gerais, do que esta terra, para fazer acontecer a arte, inspirar os poetas e abrigar artistas.
Aproveite a ocasião para conhecer nosso artesanto nas lojas da cidade, comer uns petistcos com amigos em nossos bares e restaurantes e, claro, prestigiar os acontecimentos artísticos e culturais que fazem de Congonhas uma referência cultural na região.

Semana do Aleijadinho
Na última semana de agosto, comemora-se o nascimento do mestre Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, com eventos culturais.

Outras Festas
São também marcantes a festa de São Sebastião, em janeiro; Carnaval; festa de Santa Cruz no dia 03 maio na comunidade do Barnabé, festas juninas; Festival de Inverno, em julho; festa de Nossa Senhora da Ajuda em 15 de agosto no distrito do Alto Maranhão; festa de Nossa Senhora do Rosário em outubro, com participação de bandas de congado; festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição, em 8 de dezembro e Folias de Reis, de dezembro a janeiro.

topo
voltar
linha
CÂMARA MUNICIPAL DE CONGONHAS
Rua Dr. Pacífico Homem Júnior, 82, Centro - Fone: (31) 3731-1840
Why Digital - 2009
Congonhas - Minas Gerais - Brasil
congonhas@camaracongonhas.mg.gov.br