Busca:
home
linha
institucional
História da Câmara
Legislaturas
Funcionários
Ordem do dia
linha
vereadores
Galeria de Presidentes
Mesa diretora
Comissões
Vereadores
Fale Conosco
linha
Servi�os
Moções
Diário Eletrônico
Tramitação de Projetos
TV Web
Licitações
Legislação Municipal
Prestação de Contas
Notícias
Agenda
Requerimento
Indicações
linha
congonhas
História
Arte Religiosa
Lazer
Mestre Aleijadinho
Barão de Paraopeba
Barão de Eschwege
Os Profetas
Passos da Paixão de Cristo
Barão de Congonhas
Arcebispo Dom Silvério
Cônego Luís Vieira
Zé Arigó
Festas
Hino
Símbolos Municipais
Barão de Paraopeba
linha
Home / Congonhas / Barão de Paraopeba

Romualdo José Monteiro de Barros, o barão de Paraopeba (Congonhas do Campo, c. 1756 — Minas Gerais, 16 de dezembro de 1855) foi um político brasileiro.

 

Foi presidente da província de Minas Gerais, de 10 de junho a 17 de julho de 1850.

 

Quarto filho do Guarda-Mor Manuel José Monteiro de Barros e de sua mulher Margarida Eufrásia da Cunha Matos.

 

Dedicou-se à mineração e à industria. Foi proprietário de rica lavra de ouro em Congonhas e ai fundou, em sociedade com dois irmãos (Lucas Antônio Monteiro de Barros, Visconde de Congonhas do Campos, e coronel José Joaquim Monteiro de Barros), a primeira fábrica (fundição) de ferro estabelecida na província.

 

Membro do segundo governo provisório de Minas Gerais, eleito a 23 de maio de 1823; fez parte do Conselho do Governo, de 1825 a 1829 e de 1830 a 1833; vice-presidente da província, com exercício a 10 de junho de 1850.

 

Coronel de Milícias, Cavaleiro da Imperial Ordem de Cristo e finalmente agraciado por decreto imperial de 2 de dezembro de 1854, com o titulo de Barão de Paraopeba. Título de origem toponômica, que levava o nome do rio Paraopeba onde possuía inúmeras propriedades.

 

Foi casado com Felizarda Constância Leocádia da Fonseca, filha de José Veríssimo da Fonseca e Ana Felizarda Joaquina de Oliveira. Deixaram os filhos:

 

Francisco de Paula Monteiro de Barros (1785-?), casado com Ana Carlota de Miranda

Antônio José Monteiro de Barros (1799-?), casado com sua prima Ana Helena de Sauvan Monteiro de Barros, filha do Visconde de Congonhas do Campo

Francisca Monteiro de Barros, casada com Lucas Antonio de Souza Oliveira e Castro

Maria José Monteiro de Barros, casada com José Cesário de Miranda Ribeiro, Visconde de Uberaba

Miguel Eugénio Monteiro de Barros (c. 1808-?), casado com Maria Eugénia de Sousa Breves

Margarida Eufrásia Monteiro de Barros (1818-1890)

topo
voltar
linha
CÂMARA MUNICIPAL DE CONGONHAS
Rua Dr. Pacífico Homem Júnior, 82, Centro - Fone: (31) 3731-1840
Why Digital - 2009
Congonhas - Minas Gerais - Brasil
congonhas@camaracongonhas.mg.gov.br